segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

O Rimador de Roma

Quem tem boca vaia Roma

O rimador vai à Roma

O rimador de remo rema no rio para em Roma rimar

Remaria e rimaria, mas em romaria Roma ria do rimador

Do rio o rimador remava e rimava, mas não ria como ria toda Roma em romaria

Maria, má ria como Roma ria em romaria do rimador que remando rimaria

O rimador não ria ou sorria só ria do rio que remaria até a Roma com aroma de romaria

O rimador queria que Roma que ria do remar das rimas não risse das rimas de quem rimava, remava e ria

Roma trava a língua do rimador e dá só remos para que solene só reme e não rime

O rimador só de remos não rima

Sem rima o rimador só tem dor.

Um comentário:

Henrique disse...

esteticamente profundo. MATEMOS ROMA E O CATOLOCISMO!

Aliterações coçam meu umbigo por dentro!