sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Modesto e Perfeito

Vim direto do paraíso
Transformando toda dor em riso
Feito da matéria da qual é feito o Amor
Deixa de lado a razão
Raciocine pela emoção
Só assim entenderás o que eu sou

Às vezes tapado feito uma porta
Meio relapso, mas quem se importa?
Não vejo nenhum problema que isso possa nos causar
A não ser que até você fique andando
Pela cabeça de uns que ficam maquinando
Alguma coisa pra nos prejudicar

E se disserem que sou exibido
Egoísta, egocêntrico e até pervertido
Ou tantos outros que esse povo me chama
Lembre-se que eles estão mentindo
Que não são esses meus adjetivos
Pensando bem, são, mas não ligo
Pois todo mundo me ama

Eu sei que tenho muitos defeitos
E só duas qualidades: modesto e perfeito
Ser vaidoso e não fazer nada direito
Não me impede de ser modesto e perfeito

Se eu desisto de coisas da minha própria vida
Antes mesmo da primeira tentativa
É porque, de fazer, eu já não tinha vontade
E se alguma vez alguém já ouvira
Dizer algo falso, não era mentira.
Mas uma astuciosa reinvenção da verdade

Por tanto se eu errar (com você)
Vê se me perdoa
Pois será um erro de coisinha à toa
É até chato dizer algo assim
Mas você não encontrará ninguém igual a mim
Naturalmente distraído,
O mais certo ‘cara errado’
Completamente apaixonado
E de narciso infinito

5 comentários:

Cris de Souza disse...

tão perfeito
para vibrar
quão modesto
para revirar

.

Cris de Souza disse...

“ Por tanto se eu errar (com você)
" Vê se me perdoa
Pois será um erro de coisinha à toa
É até chato dizer algo assim
Mas você não encontrará ninguém igual a mim
Naturalmente distraído,
O mais certo ‘cara errado’
Completamente apaixonado
E de narciso infinito “

(absorvido, absolvido...)

Henrique disse...

eu não entendi...

Deixa de lado a razão
Raciocine pela emoção

aqui falta gramática?: "deixe"


abraço, depois me explique

Cáh Morandi disse...

que lindo!!

Vanuci Watson disse...

não sei pq esse texto me deixou triste