sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Eu não gosto de você!

Nunca tinha experimentado
Tanta liberdade de expressão.
Era muita emoção.
Uma sensação tão boa.
Meu coração acelerado
E você com aquela reação à toa?

Não pude entender;
Um 'eu não gosto de você',
Tão seco, sem clichê.
Era para simplesmente te arrasar.
Você tão cheia de personalidade
Encarou com tanta naturalidade
e me respondeu tão somente um "tá"?!?

"Tá" nem é verbo de verdade,
É menos que a metade
Não chega a ser uma expressão
Como se você não se importasse
Mas sei que se importa
Por isso, abra essa porta
Para que assim que eu dela passe
E possa
Finalmente te pedir perdão!

2 comentários:

Nyh! Marinho. disse...

Vai tomar no CÚ.....(com acento....)

Anjo disse...

...